SAN TELMO

Esta é a parte mais antiga de Buenos Aires – considerando como certa a teoria de que a cidade foi fundada no Parque Lezama. A parte mais velha e, por isso mesmo, a mais rica em história. Os vestígios de uma outra época são vistos facilmente nas ruas de paralelepípedo, nas luminárias antigas, nas mansões do século 18 e 19. Sim, houve um tempo em que San Telmo era o bairro mais rico da cidade. Porém, uma epidemia de febre amarela, vinda pelo porto, o atingiu em 1871 e afastou os aristocratas para o norte. Primeiro veio o ostracismo. Os casarões foram tomadas por famílias de imigrantes amontoadas. Depois, o passado ilustre virou o grande negócio do bairro. Muitas mansões foram recuperadas e transformadas em galerias de arte, casas de tango e, principalmente, em antiquários. Há cerca de 500 deles. E o lugar do passado é a Feira de Antiguidades. Você vai saber disso assim que chegar à cidade. Aos domingos, barraquinhas de objetos antigos – nem sempre autênticos -, artistas de rua e muitos turistas, transformam as ruas estreitas em torno da Plaza Dorrego em um animado mercado livre.

CURIOSIDADES

1. O bairro de San Telmo é conhecido como o bairro boêmio da cidade. Nele encontram-se muitos antiquários e os famosos cafés tradicionais argentinos. No bairro também pode-se encontrar um grande número de albergues com valores acessíveis

2. Um programa imperdível é visitar a Feira de San Telmo, que acontece todos os domingos.

3. O local, além das muitas barraquinhas com antiguidades, abriga artistas locais de todos os gêneros: de dançarinos de tango a mímicos, sendo palco, também, de artistas anônimos, em busca de alguns trocados e diversão.

4. Com apenas 1,2 km2, San Telmo é o menor bairro da cidade de Buenos Aires.

5. San Telmo foi habitado pelas famílias patrícias tradicionais de Buenos Aires (Domingo French e Esteban Echeverría eram vizinhos ilustres).

6. Até que a epidemia de febre amarela de 1871, empurrou-os para se deslocar para o norte (Recoleta).

7. San Telmo é uma das áreas mais bem preservadas dentro da sempre em mudança Buenos Aires, e é caracterizada por seus casaroes e ruas coloniais, muitos dos quais ainda são pavimentadas com paralelepípedos.

9. Entre as atrações que podem ser visitadas neste bairro estão algumas igrejas antigas (como San Pedro Telmo), museus, antiquários e lojas de design e uma feira de antiguidades e artesanato, a feira de San Telmo que acontece na praça principal , Plaza Dorrego e Calle defensa todos os domingos.

10. Também se realizam atividades relacionadas ao Tango e Candombe, destinados tanto para os moradores locais e para os muitos turistas que visitam a área.

O QUE ESPERAR DE SAN TELMO

Como chegar: As linhas A, B, C, D e E, do metrô tem estacoes que param próximas a San Telmo. Além de dezenas de linhas de ônibus, táxi ou BA BUS.

Quando ir: Durante os dias de semana tem um bom movimento de turistas devido ao grande número de pontos turísticos nessa região. Já durante a noite é mais frequentado para os bares, restaurantes e casas de tango. Aos domingos a Calle Defensa ferve com a Feira de San Telmo.

Comer e Beber: Em San Telmo é possível encontrar restaurantes super econômicos self-services. Além de bons cafés, bares e alguns restaurantes mais sofisticados.

Compras: O bairro concentra uma grande quantidade de antiquários. Além disso,  na Feira de San Telmo é possível encontrar todo tipo de artesanato, antiguidades e os mais criativos produtos.

Hospedagem: É um excelente bairro para se hospedar para quem está procurando hospedagem econômica.  Além disso, está próximo a vários pontos turísticos.

Segurança: É uma região bem policiada mas sempre tenha cuidado com os seus pertences. No demais é muito tranquilo fazer turismo em San Telmo.

O QUE VER EM SAN TELMO

Inscreva-se para receber conteúdos exclusivos

Facilite seu roteiro e reserve nesse post

Instagram

Pin It