PALERMO

Nem precisa ser no domingo. Um passeio pelo bairro mais verde de Buenos Aires vai te obrigar a relaxar. A começar pelo Parque Três de Fevereiro, por lá conhecido como Bosques de Palermo. Em outras palavras, um jardim com mais de 80 hectares repleto de árvores e recantos, pistas de caminhada, lagos artificiais… É impossível resistir à sombra dos jacarandás, aos pedalinhos ou à paz do Rosedal – um parque dentro do parque, com quase 15 mil roseiras de 1189 espécies. Calce um par de tênis e faca como os portenhos: aproveite a vida ao ar livre.

CURIOSIDADES

1. Palermo é o maior bairro de Buenos Aires e possui 6 microbairros.

2. Palermo Chico ou Barrio Parque: É a área mais nobre do bairro. Por isso está cheio de mansões e residências de alto padrão, onde vive parte da classe alta portenha.

3. Palermo Viejo: É a área mais antiga do bairro, onde viveram Jorge Luis Borges e Che Guevara. Historicamente foi uma área residencial popular. Abrigou muitos imigrantes vindos da Polônia, Armênia, Ucrânia e do Líbano. Porém as tradições das famílias espanholas e italianas, existentes a mais tempo na região, são refletidas nos restaurantes locais, igrejas, escolas e centros culturais.

4. Palermo Soho: É uma pequena área de Palermo Viejo próxima à Plaza Serrano (oficialmente Plazoleta Cortázar). Abriga escritórios e lojas de moda e design, restaurantes, bares e cultura de rua.

5. Palermo Hollywood: Surgiu em meados dos anos 1990 devido à grande quantidade de produtoras de TV, cinema e rádio instaladas em uma pequena região de Palermo Viejo. Atualmente, ele é mais conhecido pela concentração de restaurantes, discotecas, cafés e sua ativa vida noturna.

6. Las Cañitas: No início do século XX era um reduto de cortiços, mas passou por um processo de gentrificação e desde então se tornou uma área de luxo. Apresenta diversos arranha-céus, restaurantes e bares, localizados ao lado do Campo de Polo Argentino.

7. Villa Freud: Localizada no em torno de Plaza Güemes, é uma zona residencial conhecida pela sua alta concentração de moradores psicólogos e psiquiatras, daí o seu nome que homenageia o fundador da psicanálise, Sigmund Freud.

8. É um dos bairros mais turísticos da cidade devido aos Bosques de Palermo, cafés, restaurantes, discotecas, e o Zoológico de Buenos Aires.

9. A popular publicação Time Out faz uma lista dos bairros mais atraentes ao redor do mundo a cada ano. Em 2018 Palermo entrou para a lista dos 50 bairros, classificado em 41°. Ficando assim acima de localidades em Madrid, Seul, Medellín, Lisboa e Paris.

O QUE ESPERAR DE PALERMO

Como chegar: O bairro é de fácil acesso já que é servido pela linha D, do metrô. Além de dezenas de linhas de ônibus, táxi ou BA BUS.

Quando ir: Durante o dia é ideal para ser visitado em sua totalidade.  Imprescindível perder-se pelas lindas ruas e se surpreender com os pontos turísticos. Já durante a noite o bairro está repleto de vida noturna pois é cheio de barzinhos e restaurantes.

Comer e Beber: Em Palermo é possível encontrar tanto restaurantes super econômicos self-services. Como também restaurantes mais sofisticados. Em outras palavras, comidas para todos os bolsos.

Compras: Também é um lugar perfeito para conhecer o comércio e fazer compras. Ali se encontram outlets, a Feira da Praça Cortázar, vários shoppings. Nas ruas Costa Rica, Honduras e El Salvador, por exemplo, estão as lojas de roupas, objetos de decoração e móveis mais cool da cidade.

Hospedagem: É um excelente bairro para se hospedar pois está próximo a maioria dos pontos turísticos. Além disso, tem hospedagens para todos os bolsos.

Segurança: É uma região muito bem policiada e segura.

O QUE VER EM PALERMO

Inscreva-se para receber conteúdos exclusivos

Facilite seu roteiro e reserve nesse post

Instagram

Pin It