Buenos Aires é uma cidade segura para fazer turismo?


Buenos Aires é uma cidade segura para fazer turismo?

Recebo essa pergunta com uma certa frequência.
A questão é que ninguém gosta de falar de insegurança e turismo, porque são duas coisas que meio que não combinam. 


É porque quando você está de férias a última coisa que você quer é ter algum tipo de problema.

E é justamente por isso que que vamos falar sobre esse tipo de assunto porque quanto mais informação você tiver, menos problemas você vai ter já que vai estar preparado para qualquer tipo de situação.
 
Depois de 6 anos morando aqui já deu para observar bastante coisa que com certeza vão servir para te alertar e para que você possa fazer uma avaliação.

Deixando claro que o objetivo desse post não é alarmar vocês e sim, informar.



COMO ME SENTI QUANDO CHEGUEI AQUI

Para você que não sabe, eu primeiro vim uns dias fazer turismo e depois eu voltei para morar.

Quando cheguei por turismo, fiquei um pouco assustada com a quantidade de advertências sobre roubos que ficava recebendo.

Eu estava super feliz, encantada com toda a beleza da cidade, impossível pensar que algo de mal me aconteceria


Mas sempre que parava para pedir informação de como chegar em algum lugar, me passavam a informação e logo uma advertência: 

"cuidado com a câmera", "cuidado com o celular", "cuidado com a mochila".

Eu olhava a cidade e achava tudo super tranquilo, não entendia para quê tanto protocolo de segurança.


Mas enfim, eu segurava a minha bolsa agarrada ao meu corpo como se fosse minha própria alma.

Afinal, tinha acabado de desembarcar vindo do Brasil e se tem uma coisa que a gente entende é de "tomar cuidado".

E tanto zelo serviu para alguma coisa. 

Realmente não me aconteceu nada nas ruas mas cai no golpe da nota falsa quando recebi uma de 100 e outra de 20 pesos, no táxi.

Por que ninguém me advertiu desse golpe dos taxistas?

Já uma amiga não teve os mesmos cuidados e abriram a bolsa dela no último dia da viagem quando ela foi fazer compras lá na rua Florida.

Além do dinheiro, roubaram os documentos e ela quase não pôde embarcar de volta para o Brasil.

Menos mal que quando ela foi no consulado fazer um documento de emergência, alguém tinha encontrado os documentos dela na rua e deixou lá a disposição.

Vale lembrar que nesse momento tinham mais cambistas do que policiais na Florida.  

Nós estávamos em um grupo de mais de 20 pessoas e esses foram os únicos dois incidentes.

Nessa viagem também pude observar que quase não tinham moradores de rua e mendigos, especialmente lá pelo centro.




O QUE ACONTECEU DE LÁ PARA CÁ

No decorrer desses anos que estou morando aqui vi muita coisa mudar para melhor e para pior.

Para pior, vejo que tem muito mais moradores de rua e gente pedindo esmola.

Em geral não são essas pessoas que roubam, muito pelo contrário, só comento porque isso contrasta com a imagem da cidade e te dá uma sensação de insegurança.

Em compensação, hoje a cidade tem muito mais policiais e, acho que a maioria de vocês não sabe mas, em todos os espaços públicos tem monitoramento por câmeras da polícia 24h.

Se tiver curiosidade, quando estiver na rua ou em algum parque, pode procurar que você vai encontrar uma câmera dessas redondas.

Os assaltos seguidos de morte são bem raros, não estou dizendo que não existam, e sim que são coisas que a gente nem ouve falar.

Bala perdida. Em seis anos só escutei essas palavras uma vez na televisão e não foi "por causa de disputa pelo comando do tráfico".

Foi porque começou uma briga na rua, um cara começou a atirar, o vizinho curioso olhou pela janela e foi atingido.

E nem foi aqui, foi em uma outra cidade.

Buenos Aires não é uma cidade violenta, inclusive em uma pesquisa de 2015, 65% dos turistas que visitaram a cidade, avaliaram a segurança como "boa" (ver pesquisa aqui).


Apesar da boa avaliação dos turistas, Buenos Aires é uma cidade insegura.

Só que se você andar de maneira atenta tem 100% de chances de que não aconteça nada com você. 



O QUE FAZER PARA SE SENTIR MAIS SEGURO?


O delito mais comum aqui são os batedores de carteira, então a principal atitude que você tem que ter em Buenos Aires é atenção!

Abaixo algumas dicas com base em um compilado de histórias que já escutei.

Sim, porque apesar das melhorias na segurança pública você precisa ter atenção nos seguintes detalhes:

Na rua

Todo mundo anda com a mochila para trás aqui, mas é recomendável uma atenção maior quando estiver em ruas muito movimentadas.

Sim, muito movimentadas, porque é justamente aí que dá a muvuca e os pungas aproveitam para roubar.

E também no transporte público, já seja ônibus, trem ou metrô. 

Nunca coloque bolsas e mochilas no chão entre as suas pernas e nem pendurados na cadeira enquanto estiver comendo em restaurantes, principalmente em redes de fast food.

Tem pessoas (delinquentes) que utilizam as crianças para fingir que estão brincando mas as instruem a roubar as coisas que deixam nas bolsas e mochilas dando mole no chão.

Nunca deixe suas sacolas de compras sozinhas, apoiando no chão enquanto estiver pegando dinheiro, por exemplo. Essa é outra distração super comum que pode gerar roubos.

Se alguém derrubar alguma coisa em você e quiser ser gentil te ajudando a limpar, recuse!

Seja mal educado e desvie da "mão leve caridosa" e, se for preciso, seja grosseiro. "Não! Não quero! Sai!"

Porque podem estar te apalpando para roubar! Esse golpe é mais velho que o mundo, vai.

No transporte público

Quando você está andando no transporte público no Brasil você deixa a sua carteira dando bobeira no bolso de trás?

Então, aqui também não deve deixar.

Uma amiga me contou que o tio dela estava no metrô, ele estava passando férias aqui com a família, quando uma mulher caiu desmaiada e todo mundo foi em cima dela para acudir.

Nessa oportunidade roubaram todos os dólares que o tio dela tinha no bolso. 

Um desmaio no metrô pode ser uma emergência mas também pode ser um golpe, analise sempre a situação antes de correr para salvar uma vida.

Ainda mais se tiver dinheiro no bolso.

Outro ponto de atenção é quando estiver entrando no metrô. Os pungas aproveitam que as portas estão fechando para puxar coisas de dentro dos bolsos ou mochilas, aí a pessoa entra no vagão e ele que ficou na plataforma, aproveita para fugir.

No táxi

Como eu falei, nunca me passou nada de mal na rua mas já fui enganada por taxistas diversas vezes.

O golpe mais comum é te darem notas de peso falsas.

Não sei porque tanto pilantra decide "virar" taxista denegrindo a reputação de quem trabalha sério.

Mas enfim, não dá para justificar o que resta é se prevenir.

Por isso é sempre importante prestar atenção de pegar carros que sejam de rádio táxi, que isso já reduz em 90% as chances de cair no golpe da nota falsa. Veja bem! Reduz mas não elimina. 

Se você quer mais detalhes eu me estendi bastante sobre esse assunto nas 5 dicas de segurança para tentar evitar golpes no táxi em Buenos Aires.

Celulares

Esses são os itens mais roubados na cidade diariamente.

A modalidade é sempre a mesma: se você estiver distraído eles levam.

Em alguns casos até tiram da sua mão se a oportunidade for muito boa, como já vi fazerem.

Então a recomendação é não deixar o celular em cima da mesa de restaurantes.

Não começar a usar o celular no transporte público e esquecer que tem um mundo ao seu redor.

Evitar ficar com o celular na mão na porta do ônibus ou do metrô, porque se tiver algum punga ele vai pegar o seu celular e sair correndo pela porta.

Câmeras fotográficas

Quem me acompanha sabe que eu faço vídeos para o youtube e eu ando com a minha câmera, que é grande, para cima e para baixo.

Porém, eu não entro no transporte público com ela pendurada no pescoço.

E se estiver fazendo um vídeo na rua eu viro a mochila para frente, pego a câmera, gravo o que tenho que gravar e guardo ela na mochila de novo.

Eu tento ser discreta porque a câmera é grande e prefiro não chamar a atenção desnecessariamente.

Agora se a sua câmera é compacta, que caiba na sua mão, não tem problema, pode andar com ela tranquilamente.

Conclusão

Como eu falei no começo, não tem porque se alarmar.

Buenos Aires é tranquila de fazer turismo sim mas tem que ter atenção como em qualquer grande cidade do mundo.

Eu até hoje me surpreendo de sair meia noite, 1h da manhã e ver famílias inteiras andando nas ruas, usando transporte público, sem preocupação nenhuma.

Coisa que eu nunca vi em nenhuma cidade que morei no Brasil.

Inclusive um dos motivos pelo qual eu decidi ficar morando aqui é justamente porque eu me sinto muito mais segura.

Então pode vir tranquilo que aplicando essas dicas de segurança você vai passar ótimas férias.

Nas demais cidades

Deixando claro que esse relato é sobre Buenos Aires capital e que não conheço a realidade de outras cidades do país mais além do que vejo na televisão, então peço que não julguem a Argentina por esse relato.


Gostou das dicas? Então inscreva seu e-mail para receber todas as novidades.

CONVERSATION

5 comentários:

  1. Muito bom. Isso dos moradores de rua, eu também notei que eles são os que menos precisamos temer. Eu voltava de baladas à noite, eles eram super atenciosos, conversavam, eu batia papo sem preocupação.

    Esse tipo de cuidados citados, são comuns em qualquer cidade, até nos EUA, turista sempre é e sempre será uma presa fácil, não adianta, qualquer lugar terá algum "esperto" querendo aplicar em cima dos turistas. Eu também fui avisado várias vezes de várias delitos e golpes que acontecem e ainda assim cai em dois, uma vez roubado saindo do Caminito, so lado da Bombonera. Outra vez entrando em uma boate na Florida, me depenaram para poder sair do local, empurraram mulheres e bebidas para que eu pagasse.

    É isso mesmo, é ter o mesmo cuidado que teria em qualquer viagem à turismo, Buenos Aires dá uma sensação de segurança, sim, principalmente no centro e nos pontos turísticos, que tem muita polícia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal você compartilhar a tua experiência Darllan. Sempre agregando. Obrigada!

      Excluir
  2. Legal, que eu posso estar enganado, mas você em nenhum momento citou assaltos, e sim furtos, nenhum deles com uma arma apontada pra você ou abordagem! Isso já um GRANDE passo comparado ao Rio de Janeiro, onde eu moro ate o fim do ano, quando me mudo pra BA!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim amigo, sem dúvida, os crimes em Buenos Aires são muito menos hediondos e violentos que no Brasil. A maioria que você vai se deparar são pequenos golpes e furtos. Assalto à mão armada, assassinato, etc, são bem mais raros. Quando se houve de assassinato, na maioria das vezes, são crimes passionais.

      Excluir
  3. Querida Roberta, ótimas dicas.
    Adoro seus vídeos no Youtube tem informaçõese dicas valiosas.
    Estou indo com a família morar em BA, por favor indique bairros para se viver (custos e benefícios), La Plata é legal?
    Beijos, obrigada!

    ResponderExcluir

Instagram

@depasseiopor