Sobre DePasseioPor


Olá! Meu nome é Roberta e eu sou a fundadora do DePasseioPor.

  • Você está planejando a sua viagem a Buenos Aires?
  • Quer fazer tudo de forma independente sob os seus próprios critérios de interesses?
  • Não tem tempo de fazer tantas pesquisas e quer contratar serviços que possam agilizar o seu processo de decisão?

Então você chegou no lugar certo!

Aqui você vai saber mais:
  • Como o DePasseioPor vai te ajudar com a sua experiência de viagem
  • Conhecer um pouco mais da minha jornada para chegar até aqui
  • Como ajudo e sou ajudada

LEIA A SEGUIR COMO O DEPASSEIOPOR VAI TE AJUDAR COM A SUA EXPERIÊNCIA DE VIAGEM 

 

Você já viu a quantidade de vídeos e posts que existem com dicas sobre Buenos Aires?

Parece que existem centenas de experts sobre o assunto e que a cidade é absolutamente óbvia de se conhecer.

Mas a maioria desses conteúdos só falam a mesma coisa, como:

  • Roteiros óbvios  (turismo básico do básico do básico)
  • Informação batida e superficial
  • Coisas que encantaram a pessoa que escreveu

Então muitas vezes essas informações acabam até atrapalhando a experiência dos demais.

Por que a todo momento alguém faz o roteiro básico, um outro vem copia, repassa e se torna um ciclo infinito.

Mas que tal se as suas preferências são diferentes das dela?

A maioria dessas dicas são passadas por pessoas que ficam poucos dias na cidade e não sabem como arriscar e fugir do óbvio.

Então, a maneira mais segura de ir para um lugar novo é recebendo conselhos de quem já está lá.

Imagina chegar em um país sabendo exatamente onde ir, os lugares que são mais seguros, o que comer e o que não comer, como se locomover em transporte público como se fosse um residente.

Em dois anos de existência o DePasseioPor já tem uma bagagem de:

  • Mais de 600 mil visualizações no youtube
  • Média acima de 40 mil visitas mensais
  • Mais de 15 mil seguidores entre canal e redes sociais
  • Já ajudou dezenas de pessoas com suas experiências de viagem

Por isso, cada dia mais estamos envolvidos com buscar as últimas tendências, sem deixar de lado os clássicos, para que nossos leitores criem as suas melhores experiências de viagem.

Esteja sempre atualizado. 

Cadastre gratuitamente o seu e-mail e receba sempre as últimas novidades.


 

CONHEÇA UM POUCO DA MINHA JORNADA PARA CHEGAR ATÉ AQUI

 

Quando criança, por conta do trabalho do meu pai, tive a sorte de viver em uma vizinhança de classe média alta.

As viagens das minhas amiguinhas eram recheadas de histórias de férias na Disney, na França, no Egito.


O mais longe que chegavam as férias da minha família eram no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Dá para imaginar o quanto eu fantasiava viajar para esses lugares...

Sim. Essa experiência me ensinou a sonhar.

Aos 16 anos fiz a minha primeira viagem internacional.

Meu pai comprou um carro novo só para viajarmos para a Venezuela e conhecermos a Isla de Margarita, que estava super de moda na época.

Essa viagem mudou a minha vida!

Se não me falha a memória, o passeio durou uns 5 dias.

Ir de carro foi uma experiência absolutamente inédita e incrível para mim.

Eu tinha um mapa em mãos, e ver a viagem se revelando a cada placa de uma nova cidade e a cada curva da estrada, me fizeram enxergar o mundo de outra forma.

Até hoje, mesmo depois de tantos anos, tenho vivas as lembranças do fascínio que causavam as paisagens. 

Essa experiência me ensinou a prestar atenção no caminho. 

Uma viagem internacional era o grande sonho de consumo da minha mãe.

Fazia 1 ano que ela tinha acabado de se recuperar de uma cirurgia que a deixou entre a vida e a morte, então meu pai achou importante dar esse presente para ela.

Quando a gente voltou lembro dela estar com o passaporte em mãos e dizendo:

"Agora já posso morrer porque carimbei meu passaporte com uma viagem internacional". 

E quis o destino que 1 mês depois dessa viagem ela viesse a falecer de uma parada cardíaca...

Isso não tinha nada a ver com a doença que ela teve.

Depois disso os meus sonhos ficaram em um segundo plano e durante muito tempo eu vivi minha realidade em piloto automático.

Essa experiência me ensinou o poder das palavras.

Não me lembro exatamente quando foi mas acho que uns 10 anos depois eu retomei o controle da minha vida.

Precisava fazer alguma coisa porque do jeito que estava não dava para continuar.

Mesmo tendo um bom trabalho, um carro na garagem e morando sozinha em um apartamento de dois quartos, a minha vida era triste e cheia de frustrações.

Eu trabalhava em um banco e surgiu uma oportunidade de promoção de cargo para quem tivesse disponibilidade de se mudar para uma outra cidade.

A promoção e o salário iam ser mais legais? Sim! 

Mas o que eu queria era viajar.

E lá fui eu!

Nunca tinha viajado sozinha e logo na primeira viagem o voo de saída atrasou e me fez perder a conexão em Brasília.

Sem celular, sem internet, sem contatos na cidade... Desespero? Só um pouco. 

Mas essa experiência me ensinou a improvisar.

No final a empresa (o banco) acabou me alojando em um hotel em Brasília para eu poder pegar um voo no dia seguinte.

Com o taxista que me levou até o hotel, improvisei.

Perguntei se ele podia me levar para conhecer a cidade e fechei um valor.
 
No outro dia lá estava eu conhecendo vários pontos turísticos da cidade, sendo fotografada pelo meu guia improvisado e foi aí que tive a certeza que eu estava preparada para seguir em frente.

Nos anos que se seguiram eu viajei para várias cidades do Brasil, umas a trabalho outras por minha conta, de ônibus, de carro, de avião... 

E quando o meu trabalho me causava mais frustrações do que felicidade, decidi tomar uma pausa e tentar algo que me intrigava há muito tempo: 

"Viver uma experiência internacional."

E depois de uma viagem de férias para Buenos Aires, achei que podia começar por aqui mesmo.

Cheguei no dia 30 de julho de 2010 para fazer um curso de fotografia e estudar espanhol durante 4 meses.


Com o dinheiro justo para o período mas com a bagagem cheia das experiências que já listei. 

E quis o destino que eu fosse morar com desconhecidas que viraram minhas amigas e que me convenceram a repensar minha estadia para "sem data de retorno".


Já em 2012, eu me casei com um argentino o que me fez um pouco mais portenha ainda.

Como eu falei, eu trabalhava no ramo financeiro mas aqui eu abri mão de toda a vaidade de me apegar a cargos em troca de ser feliz.

E a vida acabou fazendo eu me envolver mais na área de turismo trabalhando para empresas como Despegar.com, Aerolíneas Pluna e Visa Internacional na área de seguros de viagem.

Vivendo em uma cidade turística sempre gostei de fazer muitos passeios, de descobrir lugares novos e sempre tive que auxiliar parentes e amigas que vinham de visita,.

Foi assim que decidi começar um canal de dicas de turismo e estilo de vida em Buenos Aires, que acabou dando muito certo e deu origem à todos os demais serviços e produtos do segmento que é a minha grande paixão: passear.

AJUDE E SEJA AJUDADO. A AVENTURA DE UM NEGÓCIO ONLINE


Resolvi então me dedicar em tempo integral ao blog e ao canal.

Estudando cada vez mais sobre o tema turismo para poder assim transformar o meu hobby em trabalho.

Hoje em dia o DePasseioPor é um site de uma pessoa com milhares de obrigações e muitas vezes não era possível atender a todos em tempo e forma.

Durante 2 anos trabalhei sem ganhar nem 1 centavo.

Mas com o crescimento do público dando uma maior visibilidade ao nome, eu finalmente pude fechar acordos com empresas que atendem meus seguidores e assim me remuneram através de:

  • Anúncios no blog
  • Vendas de passeios
  • Prestação de serviços
E que me permitem poder receber dinheiro para criar cada vez mais e mais conteúdo voltado para ajudar pessoas que, assim como eu, tinham um sonho e que também querem transformá-lo em realidade. 

Já sejam uns dias de férias ou uma história inspiradora que explique que mudar é arriscado mas que é possível.

Gratidão.

Esse é o único sentimento que posso ter nesse momento.

Gratidão por ter dado um passo adiante, por ter retomado o controle da minha vida e poder influir de forma positiva a que tantas pessoas realizem suas aspirações pessoais de viagem e estilo de vida.

Gratidão por amar o que faço e nada me deixa mais feliz do que receber mensagens de pessoas que fizeram uma melhor viagem por conta de algo que compartilhei.

Me sinto muito honrada de fazer parte de tantas vidas, de tantas histórias, de tantas viagens. 

Espero sempre poder compartilhar experiências que melhorem cada vez mais a experiência de lazer de vocês e as tornem pessoas mais felizes.

Essa é a verdadeira missão do DePasseioPor.

“Não existe um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho.” – Mahatma Gandhi

Gostou do blog?

Então cadastre o seu e-mail abaixo para receber as novidades em primeira mão. 


CONVERSATION

Instagram

@depasseiopor